Pesquisar neste blog

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Amor, infinitivamente, amor - Paulo Filho Dantas

“Tanto procurei
Até que encontrei
Alguém para eu amar
Foi difícil, mas busquei,
Não encontrando, ainda tentei
Na certeza de um dia encontrar
A coisa mais linda e bela
E então de repente, ela
Com toda formosura, singela
Veio meu coração a conquistar

E é por isso que hoje
Tento conquistá-la um pouco mais e mais
A cada dia
Quero sentir verdadeiramente
O amor
Que como flor
Em mim nascia
Será o infinito,
Será tão bonito
Amá-la como eu queria

Não faço planos para o futuro
Pode haver um muro
Que impeça os meus pensamentos
Quero viver o presente,
Esquecer o passado,
Pois lá estão os lamentos
Sem deixar disfarçado
O amor que eu sinto
E o que tu sentes

Um dia vamos ficar juntos
Só nós dois
Sem nos preocupamos
Sem pensarmos
No depois
Chegará um dia
Que nosso amor não terá fronteiras
Nem haverá barreiras
Para o sentimento
Que em meu peito ardia
E na paz deste momento
Tudo isso me faz viver
Tudo isso também só para dizer
Que a única em minha vida
É você’’.

Copiado do: Caminhos do Meu Ser

Nenhum comentário: