Pesquisar neste blog

sábado, 6 de abril de 2013

Zé Pinto - ex-prefeito


DR. JOSÉ DA SILVEIRA PINTO, mais conhecido como "Zé Pinto", natural de Apodi/RN, nasceu no dia 30 de abril de 1928, filho de Lucas Pinto e Adalgisa Pinto da Silveira. Casou-se com Maria Zilah Holanda Pinto há 54 anos, com quem teve três filhos (Magda Pinto Fernandes, Kátia Holanda Pinto e Flávio Holanda Pinto), sete netos e um bisneto.

Profissionalmente, concluiu o curso de Medicina na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) em 1954. Um ano antes, em 1953, ainda estudante de medicina, elegeu-se a Prefeito da cidade de Apodi/RN, cuja assunção do cargo deu-se em 1953 até 1958. Dando continuidade ao seu múnus políticos, assumiu o cargo de Deputado Estadual por dois mandatos consecutivos (1963 a 1971), representando, na Assembleia Legislativa, os interesses de Apodi e parte da região do médio-oeste do Rio Grande do Norte.

No plano da Medicina, exerceu-a na Maternidade Claudina Pinto, por ele construída quando empossado Prefeito de Apodi/RN, lugar em que acolhia, gratuitamente, a todas as pessoas que manifestavam necessidade de atendimento médico.Foi médico do IAA (Instituto do Açúcar e do Álcool); do INAMPS (Instituto Nacional da Previdência Social); e da ETFRN (Escola Técnica Federal do Rio Grande do Norte).

Aposentou-se há 22 (vinte e dois) anos como médico do Ministério da Saúde e do Ministério da Educação. Como leitor tenaz, dedicou o seu tempo à leitura da sua gama de livros, em especial ao estudo da história da civilização mundial. Em razão dos persistentes problemas cardíacos, enfrentou longos anos de dificuldades de saúde, o que lhe fez receber, integralmente, a fiel dedicação da sua esposa, Maria Zilah Holanda Pinto, que honrou, até o último suspiro, o seu sacrossanto viés de lealdade e afetuosidade.

Dr. Zé Pinto como Prefeito do município de Apodi e além dos distritos que pertenciam o município de Apodi na época, como Felipe Guerra, Itaú e Severiano Melo, os quais foram desmembrados de Apodi e se tornando municípios em 1963, por força de decreto Lei do governo de então Governador Aluízio Alves.

Na Gestão do então Prefeito Dr. José da Silveira Pinto, foi construída a Praça Getúlio Vargas, a Maternidade Claudina Pinto e o inicio da construção do Mercado Público. Além de outros benefícios de serventia a população do município de Apodi e distritos aqui já citados por pertencerem a Apodi. Na época não existia arrecadação tributária nos molde de hoje, era poucos os recursos financeiros ao município de Apodi, para as necessidades da época.

Como médico o Dr. José da Silveira Pinto, dedicou a sua profissão atendendo no município e nos distritos já citados, como Felipe Guerra, Itaú e Severiano Melo. Atendia as pessoas não só em seu consultório mais nas residências das pessoas, tanto local e na zona rural em seu transporte o Jippe por ele dirigido. Consultava, fazia partos, pequenas cirurgias e dava mais os medicamentos sem cobrar nada das pessoas que o procuravam.

Na sua gestão conseguiu a instalação do posto de atendimento da L. B. A., localizado próximo a prefeitura de Apodi, hoje casa de cultura. No dito posto, com atendimento de caráter social, atendia as pessoas carentes que o procuravam por atendimentos, especialmente as mães gestantes e recém nascidos com vestuários, leite em pó e acompanhamento de uma assistente social, na pessoa de dona Albaniza Diogenes, já falecida. Também no posto da LBA, atendia com fornecimento de documentos civis, Registros de nascimento e de casamento as pessoas necessitadas. Além de fornecimento de foto 3x4 para o título de Eleitor, o qual adotado pela justiça Eleitoral na época como identificação da pessoa.

Criou em 1951 a Associação Rural de Apodi, foi seu dirigente até se afastar para ser candidato ao cargo de prefeito, onde contribui para o setor agropecuário do município, por ser na época a região de produção de algodão, feijão, milho, arroz e grandes criadores de gado em nossa região. Depois essa associação foi denominada de Sindicato Rural de Apodi, tendo como dirigente o Sr. Leonildes Marcolino da Costa, o qual se afastou em 2009 por motivo de saúde, hoje o seu presidente é o Sr. Antonio Evandi de Souza.

Foi deputado estadual por duas vezes, durante as gestões dos governos de Aluízio Alves, Monsenhor Walfredo Gurgel e parte do governo de Cortez Pereira. Dr. Zé Pinto, além de sua capacidade de formação, teve a contribuição da força política, ou seja, o prestigio do seu pai, justamente do coronel Lucas Pinto que elegeu-se prefeito de Apodi e duas vezes deputado estadual a Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Norte. Dr. José da Silveira Pinto, quando exerceu os mandatos de deputado da Assembleia, intercedeu junto ao então governador Aluízio Alves, para a construção da escola estadual Ferreira Pinto e do Armazém do Cibrazem para Apodi. Sendo concluídas na gestão do governo do Monsenhor Walfredo Gurgel.

Também, lutou para a criação das escolas isoladas de ensino para a zona rural, a nível estadual e alem das indicações dos professores e funcionários de apoio para as ditas escolas. Isso em virtude, que na época não existia concurso público e sim por decreto de caráter efetivo assinado pelo governo.Entre outras ações de interesses do município de Apodi, o deputado José da Silveira Pinto correspondeu com o seu povo.

Dr. Zé Pinto, sendo o cidadão respeitado não só pelos os cargos que exerceu na sua vida, mas acreditado pela sua conduta exemplar, honesto e compridor de seus deveres. Faleceu em Natal/RN aos 84 anos, no dia 26 de janeiro de 2013.

Fonte: Raimundo Marinho Pinto - historiador e Esmiuçados de biografias e fatos históricos.
Copiado do: Portal Oeste News

Nenhum comentário: