Pesquisar neste blog

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Folha Seca - Mônica Freitas

Do meio da multidão saio em desalinho
Vejo os pássaros cantando a melodia do amor
Vejo as flores debruçadas sobre os galhos
Coloridas flores que transmitem carinho

E eu?
Sou apenas uma folha seca,
rolando na estrada que a vida caminha

Cessa o vento, paro um pouco
Vejo as montanhas, o azul do céu
Lindas montanhas que despertam o vento
e o fazem correr nesse soupro, às vezes louco

E eu?

Sou apenas uma folha seca,
rolando na estrada que a vida caminha

Olho atrás da montanha o pôr do sol
As cores vibram sobrepostas ao azul do infinito
Meus olhos brilham porque as lágrimas rolam
Solto gritos que giram em caracol

Exponho-me ao vento
Quero alcançar esse infinito
Não tenho forças suficientes
e concluo realmente

Sou apenas uma folha seca,
rolando na estrada que a vida caminha

Esse mesmo vento me leva dali
Para ver o mar vibrando de felicidade
As águas verdes que inspiram beleza
E vejo a face de Deus de mim nao desistir

Vejo a natureza cantando em bom tom
Melodia suave que apresenta pureza
O ruído forte das águas lindas
é a voz de Deus soltando seu som

E eu?
Continuo como folha seca
rolando na estrada que a vida caminha


Copiado do: Portal das Letras Poty

Nenhum comentário: