Pesquisar neste blog

quarta-feira, 10 de abril de 2013

A Santa do Naufrágio - Por Nonato Mota

Segundo o nosso cronista Nonato Mota, a imagem de Nossa Senhora da Conceição do Apodi teria vindo de Portugual, a pedido do português Antônio de Mota Ribeiro, aqui residente e primeiro procurador da freguesia. 

Outro historiador, Manoel Antônio de Oliveira Coriolano, nos seus relatos sobre a história do Apodi, mercionava que a verenda imagem fora adquirida por Miguel Rodrigues da Silva, em Portugal, e custara na quela época, ano de 1765, a quantia de cem mil réis. 

Adianta ainda Coriolano, escrevendo sobre os acontecimentos do passado, haver naufragado nas costas do municipio de Touros, o navio que conduzia o vulto da santa. Encontrando o caixão pela barra do rio Açu fora o mesmo encontrado por um pescador. Verificando-se o distico Várzea do Apodi, foi o fato comunicado ao cura das Missões de São João Batista do Apodi, padre João da Cunha Paiva. 

Ao ter Ciência do acontecimento, o povo do Apodi organizou uma comitiva, para trazer em procissão até o altar de sua igreja, a padroeira do lugar, o que foi feito, realizando-se na ocasião a benção litúrgica da imagem. 

O fato de haver salvado-se do naufrágio a imagem vinda de Portugal, sem sofrer nenhum estrago, foi considerado pelos habitantes do Apodi, como um acontecimento realmente milagroso. Por esta razão, a partir daquela época, o apodiense dedica á sua padroeira, fervoroso culto. 

Conta a história, que do acidente ocorrido há duzentos anos, resultara apenas um pequeno defeito nas cores do nariz da imagem, símbolo de fé e devoção da gente católica da terra.

Fonte: Apodi, Sua História - Válter de Brito Guerra

Nenhum comentário: