Pesquisar neste blog

quarta-feira, 27 de março de 2013

Homenagem a Válter Guerra - nosso grande historiador - Manoel Georgino


O fundo da alma sente
Os olhos vendem tristeza
O lugar perde a beleza
O ancião perde a vista
O lar ganha solidão
Os filhos perdem a firmeza
Mas todos têm a certeza
Do valor que tem um artista
A cultura jorra lágrimas
Sobre as páginas do momento
Traduzindo um pensamento
Nas veias de um repentista
Os livros viram sermões
Os sermões anunciam a glória
Deixando em nossa memória
O valor que tem um artista

O povo sente a ausência
A literatura um vazio
A escola um calafrio
O observador perde a vista
Mas a cultura renasce
Dando uma volta ao passado
Mantendo assim preservado
O valor que tem um artista
A paisagem se esconde
Na tristeza do presente
Quando todo mundo sente
O coração pessimista
Mas um escritor não morre
Apenas anuncia a glória
De poder mostrar na história
O valor que tem um artista
Apodi perdeu um crânio
Decifrado em Walter Guerra
Mas ta fincado na terra
Seu valor positivista
Nosso lugar tem a honra
De enriquecer o passado
Deixando ali preservado
O valor que tem um artista
O seu presente é um recinto
Completamente fechado
Mas é sempre iluminado
Pra ninguém perder de vista
Pois jamais esqueceremos
O bom da literatura
Colando em nossa cultura
O valor que tem um artista
Mesmo que eu fique sentido
Pelo seu padecimento
Traduzindo um sentimento
Em valor coletivista
A sua alma enriquece
O nervo do pensamento
Mostrando em cada momento
O valor que tem um artista
O som vem das vibrações
Das cordas de uma viola
Do pássaro que numa gaiola
Canta como um musicista
E entra em nossa mente
Viajando no passado
Pra poder deixar gravado
O valor que tem um artista
As palavras saem suaves
Atravessam as ribanceiras
Despencam nas cachoeiras
De um sertão repentista
Trazendo a mensagem forte
Desafiando a ciência
Pra ficar na consciência
O valor que tem um artista
Constitui nosso dever
Abraçar um cidadão
Que surgiu do nosso chão
Com sangue nacionalista
E escreveu nossa história
Verdadeira e transparente
E hoje o povo é consciente
Do valor que tem um artista
Fique em paz no outro plano
Que Deus fez pra humanidade
Toda a sua humildade
Ta na voz de um repentista
Que tem boa compreensão
Dos dons da sabedoria
Lembrando no dia a dia
O valor que tem um artista
Assim todos saem ganhando
Ajuda a literatura
Enriquece a cultura
Com caráter equilibrista
Para poder manter vivos
Os segredos do saber
E assim nunca esquecer
O valor que tem um artista

Obra: Encantos do Meu Sertão
Escritor e Poeta: Manoel Georgino

Nenhum comentário: